Quinta-feira, 5 de Março de 2009

O Conquistador

       Tal como a música, eu também já fui assim.

    Já fiz tanta coisa na minha vida. Já vi os oceanos todos, já mergulhei no Mar Mediterrâneo, já estive com os pinguins, até já andei de elefante!

    Tudo começou, quando, em pequeno, viajava com o meu pai. Sempre fui muito influenciado por ele,ele que era um apaixonado pelo mundo, sobretudo pela vida! Era o meu exemplo de vida, sempre sonhara ser como ele. E, como queria ser o meu sonho, sempre me esforcei para tal.

    O primeiro destino foi a Noruega, como eu adorava visitar a Noruega! Não sei porquê, mas sempre tive um fascínio enorme por este país europeu.

    Nunca estudei, mas o meu pai comprava sempre aqueles livros cheios de mapas, ou então até me dava os seus livros velhos e comidos pelos traças, que contava todas as guerras, províncias, Tratados, tudo o que era preciso saber pelo mundo. Sempre fui um «fã» de história mundial, afinal o Mundo é a nossa casa, e tal como o meu pai me ensinara, se não conhecemos onde vivemos, não podemos conhecermo-nos a nós próprios.

    Como li nos livros, a Noruega era muito associada aos Vikings, foi atacada pela epidemia do século XIV e pelo Hitler em 1940, talvez por isso (e também pelo bacalhau!) eu era maravilhado por este país.

    O segundo sítio a visitar era o Japão. Estive lá durante dois dias e apaixonei-me por aquele país, e aí, a Noruega «passou à história».

    Ninguém pode negar que, todas ou quase todas as coisas (objectos, roupa, bijutaria, tecnologias, etc.) que habitualmente utlizamos vêm do Japão ou da China.  

    Nunca tinha visto país igual! Ali, encontra-se todas as novas tecnologias, novas tendências, tudo! Apesar de que tudo para mim, era tudo «chinês»!

    Vivi aventuras guerreiras, assisti à evolução do Mundo.

    Assisti à descoberta do Brasil e de como o pau-brasil era abundante na zona. Em Timor, e tal como as fontes antropológicas, a ilha era habitada por um pequeno grupo de caçadores e pastores por volta de 1200 A.C.

    Assisti à construção da Arca de Noé, onde Noé decidiu construir uma arca e levar para lá muitas espécies de animais. Noé, a sua família e os animais entraram na arca e no mesmo dia, a chuva caiu na terra durante quarenta dias e quarenta noites, cobrindo montanhas até seis metros.

    Basicamente, já dei a volta ao Mundo, não como Fernão Magalhães mas com um ritmo mais acelerado. Aproveitei o que há de melhor no mundo, na vida. Observei acontecimentos que hoje, os jovens estudam na escola, acontecimentos que muito raramente voltarão a se realizar.  

                        «Já fui ao Brasil

                          Praia e Bissau

                    Angola e Moçambique

                          Goa e Macau

                       Ai, fui até Timor

                 Já fui um conquistador»

                                                                                                                             Carolina, 8º B

publicado por Fernanda Maia às 11:30
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Boas Férias!

. Revelações ... Crescer

. A jovem escritora Isa Me...

. Dia da Criança na EB 1 de...

. "Gato, gatão - poeta de p...

. Poesia na EB 1 de Escanch...

. Revelações ... Cada pétal...

. Revelações ... 2º A da EB...

. « A ambição cerra o coraç...

. Brasão da Freguesia de A...

.arquivos

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

.links

blogs SAPO